ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


CONCÓRDIA

Aumenta cada vez mais o número de índios em Concórdia
Presidente de conselho dos caciques diz que problema pode ser resolvido por prefeitos.


Por Luan de Bortoli
01/08/2017 - 08h
- Atualizada em 02/08/2017 - 07:46


Foto: reprodução/internet

Para o presidente do conselho dos caciques do Oeste de Santa Catarina, Osmar Barbosa, a grande presença de índios em centros urbanos é um problema que se origina dentro da própria comunidade indígena mas que pode ter soluções a partir do apoio das prefeituras de cada cidade. O tema foi pauta do Show do Cezar Luiz desta segunda-feira, dia 31. Em Concórdia, é cada vez maior o número de índios nas ruas centrais.

Em entrevista ao programa, o presidente do conselho reconheceu que o problema existe e não é apenas exclusividade de Concórdia e região. Ele disse que o problema começa dentro das próprias comunidades indígenas, que não criam políticas de desenvolvimento para seus membros. Para o presidente, é preciso identificar o que motivou esse desligamento. “É falta de políticas de desenvolvimento dentro das próprias comunidades. Deveria se levantar de onde eles são. Tentar conversar e ver qual a situação que levou a eles irem para a cidade. Talvez pode ser uma questão interna”, diz.

Na visão do presidente do conselho, as prefeituras de cada cidade onde o problema é identificado têm o dever de ajudar a buscar soluções para resolvê-los. “Talvez o município ver uma cesta básica, eles estão passando necessidade. Mas se eles forem da região aqui, a prefeitura teria, com o CRAS, responsabilidade de tentar ajudar. De repente vão ter uma casinha para morar, o município ter uma secretaria especializada em ajudar”, comenta.

Atualmente, os índios que estão em Concórdia ficam recolhidos próximo ao Parque de Exposições. Diariamente eles são vistos em vários bairros da cidade vendendo diversos objetos, em especial cestas artesanais como forma de garantir o sustento. Durante o programa, a população também enviou opiniões pedindo que o problema fosse solucionado.



03 COMENTÁRIOS - Deixe também o seu Comentário



Jackson de Lima rosa comentou em 01/08/2017 as 22:08:04

Acho q a prefeitura não tem nada a ver não tem todo esse compromisso com os índios afinal cadê a Funai pois tem tanta gente aqui da cidade precisa d casa e cesta básica e não ganha e outra as autoridades deveriam dar em cima dos índios velhos q mandam as crianças ficar vendendo coisas no sinal e ficam com a bunda sentada no banco da praça VAMOS DAR CIDADANIA NAO ESMOLAS
Márcio comentou em 01/08/2017 as 13:35:10

Mas acontece que eles também mandam seus filhos pedirem dinheiro aos pedestres e também para os motoristas quando o sinal fecha. Cadê a Funai para resolver isso? Ou ela só serve para criar as reservas indígenas? Cadê o conselho tutelar para resolver os problemas das crianças indígenas? Se um morador da cidade que faz isso pode ir parar na cadeia, e até perder a guarda da criança. Nada contra, mas são brasileiros igual nós é tem que cumprir a lei também.
Johnnie comentou em 01/08/2017 as 12:25:14


Indígenas que sobrevivem de esmola e dormindo nas ruas, ja decidiram a muito tempo abandonar a vida nos povoados indígenas, uma cesta básica não trás nenhuma utilidade à essas pessoas a menos que possa ser trocada por dinheiro ou algum outro bem. Indígenas nas cidades moram nas ruas e nunca vi um indígena cozinhando.

Não importa a qualidade de vida dessas pessoas se conseguirem votar na próxima eleição ja é o suficiente.

VEJA MAIS



© - Ideia Good - Soluções para Internet