ÁREA RESTRITA - Bem Vindo {NOME_USUARIO}




NOTÍCIAS


CONCÓRDIA

Casa do Produtor volta às atividades em fevereiro
Nesta sexta haverá uma reunião para encaminhar os trabalhos.


Por Luan de Bortoli
Em 12/01/2018 - 08h13 - Atualizada em 12/01/2018 - 12:52



Agora está confirmado. A prefeitura de Concórdia confirmou nesta semana que a Casa do Produtor Rural voltará às atividades no mês de fevereiro, depois de quase um ano fora de operação. A informação confirma aquilo que a reportagem das rádios Rural e 96 já havia antecipado ainda no fim de 2017. A responsável por controlar a estrutura é a MS Transportes e Comércio, de Concórdia.

Conforme informações do secretário municipal de agricultura, Mauro Martini, ainda não há uma data definida para o início oficial das atividades. Esta questão depende dos alvarás e licenças. “Teve o processo, algumas empresas entraram com recurso, foi um pouco longo. Mas o contrato foi assinado. Tem necessidade de conseguir alvarás de licenciamentos. A empresa está trabalhando nisso. A data certa ainda não foi definida”, explica.

Nesta sexta-feira, equipe da secretária, empresa vencedora da licitação e produtores e associações irão se reunir para acertar detalhes dos trabalhos. “Prevendo a possibilidade do início em fevereiro, vamos nos reunir com aqueles que vão oferecer os produtos para venda. Esse encontro já estava previsto. Não quer dizer que o produtor que venda direto, sem estar ligado à associação ou cooperativa, não vá poder vender, mas a prioridade é para quem é associado”, frisa.

Sobre reformas ou melhorias, o secretário explica que a prefeitura entregou a estrutura da mesma forma que recebeu da antiga responsável pela casa, em março do ano passado. Eventuais reformas serão providenciadas a partir de agora pela atual administradora, conforme os documentos necessários forem liberado, permitindo as primeiras alterações.

A Casa do Produtor Rural está fora de operação desde março deste ano. A MS ofereceu a proposta financeira de R$ 1.309,99, valor a ser pago mensalmente. O espaço terá que, exclusivamente, comercializar produtos do gênero perecíveis e não perecíveis, hortifrutigranjeiro, com procedência da agricultura familiar, oriundos do Município e região.



SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR






© - Ideia Good - Soluções para Internet