NOTÍCIAS



Agropecuária

​Produtores de Concórdia investem na ampliação da produção leiteira


Município é considerado a maior bacia leiteira de Santa Catarina

Por Luan de Bortoli
23/07/2022 às 06h15 | Atualizada em 24/07/2022 - 07h22
Compartilhar


Primeiro lugar no movimento agropecuário de Santa Catarina pela produção primária nos últimos dois anos, o município de Concórdia não pára de receber novos investimentos, o que irá incrementar ainda mais os números do município nos próximos anos. Neste quesito, a bovinocultura de leite se destaca mais uma vez no cenário do agronegócio.

Nesta semana, o prefeito Rogério Pacheco esteve juntamente com o secretário de Desenvolvimento Agropecuário Mauro Martini, visitando algumas propriedades que estão investindo na ampliação de suas estruturas. Uma delas é a da família Lorenzett  de Lageado Guilherme, onde o Sr. Olívio e a Esposa Davidica Sezira Lorenzett também contam com o envolvimento dos filhos Adilson e Altair. Nesta família, até mesmo a sucessão familiar está encaminhada, com a participação dos netos  na produção da propriedade. 

As atividades dos Lorenzett envolvem a suinocultura, produção de grãos, silagens e bovinocultura leiteira, sendo que possuem cerca de 220 vacas produzindo em torno de   6.500 litros diários de leite. Os sistemas de produção são modernos e automatizados, possuindo equipamentos autônomos para fornecimento de alimentação e robotizados para executar as ordenhas que podem ocorrer 24h por dia. 

Neste momento a família está ampliando a estrutura de galpões para alojamento de mais animais em lactação e criação de bezerras, investimentos estes que receberão incentivos do município nas terraplanagens, sendo adquiridos também mais sistemas robotizados e autônomos, para atender o aumento da produção, que pretende chegar em 500 vacas no plantel.

Outra família que também está incrementando os investimentos são os  Resmim, de Linha São Paulo,  onde o grupo familiar é constituído por Geime e Ines, Jaimir e Dirlei Resmim. A propriedade é diversificada. 

Os filhos Leonardo e Julcineia e o genro Tiago, possuem atividades na produção de avicultura de corte, bovinocultura de corte, produção de silagem, pré secados,  e na produção de bovinocultura leiteira, sendo que possuem cerca de 100 vacas produzindo em torno de   3000 litros diários de leite. Os sistemas de produção estão sendo modernizados e automatizados, sendo implantados equipamentos autônomos para fornecimento de alimentação e robotizados para executar as ordenhas. 

Neste sistema a família poderá acompanhar e receber informações coletadas na ordenha ou no ambiente do rebanho leiteiro através de aplicativo de celular. No momento que a família iniciou a estrutura do galpão para alojamento dos animais, os investimentos receberam incentivos do município na terraplanagem e cisterna.


Fonte: Assessoria Prefeitura




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM