NOTÍCIAS



Coronavírus

SC tem três dias seguidos sem mortes por Covid-19 após mais de dois anos


Nos primeiros dias deste mês Estado houve queda de 62% no número de óbitos

Por Luan de Bortoli
15/09/2022 às 08h24 | Atualizada em 15/09/2022 - 11h43
Compartilhar


Pela primeira vez em mais de dois anos, Santa Catarina teve três dias seguidos sem mortes por Covid-19. Segundo dados do Painel do Coronavírus do NSC Total, entre os dias 8 e 10 de setembro, o Estado não teve nenhum óbito relacionado a doença - a última vez que havia registrado esse índice foi entre 25 a 27 de abril de 2020. 

Ainda conforme o Painel, Santa Catarina não teve registro de morte pela doença em um dia após quase cinco meses. Isto porque a última vez que o Estado não teve óbitos relacionados à Covid foi em 14 de abril 

Os números também apontam uma queda no registro de mortes nos primeiros 13 dias de setembro em relação ao mesmo período em agosto. Entre 1º e 13 desse mês foram 20 óbitos, 34 a menos que no mês passado - uma queda de 62,96%. 

Entre as vítimas de setembro, apenas três não eram idosos, com idades entre 48 e 57 anos. Já a mais velha tinha 95 anos. Outro dado é de que todas as mortes registradas até o momento no mês, os pacientes necessitaram de internação.  

Desde o início da pandemia, Santa Catarina já registrou 22.386 mortes em decorrência da Covid-19. A cidade com o maior número de vítimas é Joinville com 2.311 vítimas, seguida de Florianópolis, com 1.308, e Itajaí, com 885. 

Casos ativos continuam em queda

Outro indicador que segue em queda em Santa Catarina é a quantidade de casos ativos. Segundo o Painel, nesta terça-feira, 2.180 pessoas ainda estavam em tratamento da doença - 39,15% menor que em 1º de setembro, quando eram 3.583. 

A última vez que Santa Catarina esteve neste patamar foi em 26 de dezembro de 2021, quando eram 2.026 casos. Porém, especialistas alertam para a possível subnotificação.

— Nós temos os números oficiais, que alimentam os dados do país e do Estado, mas tem um grande número de subnotificação. Muitas pessoas podem apresentar quadros leves e não estão testando, enquanto outros fazem aqueles [testes] disponíveis em farmácias, que não são notificados [aos órgãos oficiais] — pontua o  infectologista Amaury Miele. 
 
Quer receber nossas notícias em primeira mão? Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp clicando aqui e receba as principais matérias do dia para ficar sempre bem informado com os acontecimentos da cidade e região. Te convidamos também para nos seguir no Instagram através do @radioruralconcordia e acompanhar os bastidores da Rádio, com conteúdos exclusivos de vídeos e imagens.


Fonte: NSC Totl




SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR




VEJA TAMBÉM